Muitos casais têm tradições semanais, mas acreditamos que não sejam tão bizarras quanto a compartilhada por Lia Benninghoff e Aro Draven.

Estes dois seres julgam que são vampiros à séria ao ponto de beberem o sangue um do outro, uma vez por semana.

Benninghoff de 20 anos e Draven de 38, conheceram-se num site de encontros românticos e dizem que foi logo amor à primeira vista, pois ambos apreciam o estilo gótico e queriam um relacionamento mais íntimo.

Benninghoff conta como começaram a beber o sangue um do outro (segundo o Daily Star): “Quando ele explicou que a partilha de sangue iria aproximar-nos, pedi-lhe logo para me ligar. Depois encontramo-nos e Draven cortou-se com uma navalha e ofereceu-me o seu sangue. Depois eu cortei-me e ele bebeu o meu sangue também. De repente, senti a energia dele a correr em mim. Foi uma experiência mágica – muito mais íntimo do que sexo “.

Atenção que ainda não acabou, o mais impressionante ainda vem aí, pois a miúda afirmou ainda que: “Os meus pais estão totalmente felizes com o relacionamento que tenho com Draven [mas] eles não sabem que somos ambos vampiros e que Draven que transformou-me em vampira depois de morder-me”, disse à Barcroft TV. “Eles apenas sabem que nós somos ambos góticos e estão muito felizes por nós.”

Podemos afirmar que este é aquele tipo de casal em cuja casa ninguém (ou muitos poucos) quer pernoitar, nem jantar. E que não são os únicos à face da terra.

Julia Caples, de 45 anos, é a maior “bêbada” de sangue do mundo, pois bebe dois litros de sangue por semana, segundo o Mirror.

Talvez também queira ler...

Desastre na cozinha

Considera-se um mau cozinheiro? Não faça isso. Tem