Milo Moire é uma artista suíça com uma nova performance extremamente controversa que tem dado que falar no mundo todo. Mas comecemos pelo início, Moire ficou conhecida por passear na rua completamente nua, vestindo apenas a tinta das palavras escritas que representavam as roupas que podiam cobrir o seu corpo, podem ver este passeio aqui.

Depois, veio instalação chamada “Plop Egg” que consistia em colocar ovos coloridos pela vagina acima, contraindo os músculos vaginais de forma a rebentá-los e a atira-lhos contra uma tela, podem visualizar estar pintura bizarra aqui.

Após as suas duas primeiras performances, conseguiu fazer algo ainda mais extravagante, pois andou completamente nua em torno de uma exposição com um bebe ao colo, podem ver o passeio aqui.

Agora, quando pensávamos que alguém já a tinha internado ou que não passavam mais ideias estapafúrdias pela cabeça desta artista, Moire andou por Londres (e não só) com um megafone a solicitar estranhos a tocarem nos seus órgãos genitais durante 30 segundos.

Esta afirmou que queria avaliar a natureza consensual de actos sexuais, assim como queria fazer protesto contra os ataques sexuais que se registaram na véspera do ano novo de Colónia, na Alemanha.

Apesar de estarem a pensar que ela é complemente “varrida do miolo”, além de pintora, esta artista conceptual é também psicóloga.

Após a sua passagem por Amesterdão e Dusseldorf, chegou ao auge em Trafalgar Square, Londres. Onde foi presa durante 24h, tendo sido obrigada a pagar uma multa substancial.

Nós por cá esperamos vivamente que esta artista visite Portugal, sempre queremos ver a reacção do público perante a irreverência de Moire.

Vejam algumas fotografias e o vídeo da sua última manifestação artística.

Talvez também queira ler...

Desastre na cozinha

Considera-se um mau cozinheiro? Não faça isso. Tem