WWE Hall of Famer Hulk Hogan attends the WWE 2K15 SummerSlam Confidential Panel at Club Nokia, on Saturday, August 16, 2014 in Los Angeles. (Photo by Todd Williamson/Invision for 2K/AP Images)

A antiga lenda de wrestling, Hulk Hogan finalmente conseguiu convencer o Tribunal de St. Petersburg, na Flórida da sua pretensão contra a violação de privacidade cometida pelo site de notícias sobre celebridades Gawker, fundado há 13 anos pelo empresário Nick Denton.

Em causa está a divulgação, em 2012, de parte de uma sex tape com o antigo lutador e Heather Cole, a então mulher do seu amigo e locutor de rádio Bubba the Love Sponge, de seu nome Todd Clem, como protagonistas.

O vídeo íntimo de dois minutos,  foi visto por milhões de pessoas e, apesar de Hulk Hogan – ter pedido, ao longo de seis meses, para que as imagens fossem retiradas, os responsáveis pela página não quiseram saber.

A justiça norte-americana considerou que a privacidade do wrestler foi invadida com a divulgação das imagens e deu razão, após duas semanas de julgamento e seis horas de deliberação por parte de um grupo de seis juízes, à lenda do desporto norte-americano, que vai receber, pelo menos, 48 milhões de euros por danos económicos devido ao escândalo e 54 milhões por stress emocional, um montante superior aquele que Hogan pediu inicialmente quando resolveu avançar para a justiça.

 

Talvez também queira ler...

Alessandra Ambrósio

Confessamos que esta novela brasileira que passou na