No início deste ano a BMW começou a celebrar o seu 100º aniversário, revelando alguns dos novos modelos de protótipos completamente futuristas, todavia a Rolls-Royce chegou à festa “vestida de amarelo fluorescente” e ninguém consegue tirar os olhos da marca desde que entrou na comemoração dos veículos de luxo com visão futurista.

A marca britânica acaba de lançar o 103EX e podemos afirmar, segundo as imagens do veículo, que o futuro da marca ainda vai ser mais luxuoso e espantoso do que já é.

É um carro projectado para ser autonomamente conduzido, como é possível concluir devido ao seu assento que mais parece um sofá de uma sala de estar (e devido à ausência de um volante).

Esta paixão sobre rodas dispõe de um corpo leve, alimentado por um sistema de transmissão eléctrica com emissão zero e vem equipado com carradas de toques futuristas, desde o seu porta-bagagens magnífico, à luz colocada na lateral junto à porta, de modo a simular uma passadeira vermelha, assim como um tecto que abre ao ponto dos passageiros entrarem e saírem completamente de pé da viatura (o que é mau, pois no futuro os nossos netos já não vão vislumbrar-se com a visão sobre a roupa interior das celebridades quando estas saírem das suas limusines lá pela altura da entrega dos Óscares, por exemplo).

Este projecto foi chamado de “tapete-mágico” e apesar de à primeira vista parecer romper com toda a linha da marca, a sua icónica grelha Pantheon continuará a ser um dos aspectos pelos quais se notará à distância que este modelo é da Rolls-Royce.

Contemplem as imagens e não se esqueçam de ver o vídeo de apresentação, pois é espectacular.

Talvez também queira ler...

I Concurso de Vinhos de Talha 2019

A BuzzMag em parceria com o blog Comer