É preciso um grande esforço para as mulheres atingirem os padrões de beleza do século XXI, aliás, são praticamente inatingíveis.

O facto é que todos os dias, a toda a hora, uma mulher corta, escova, levanta, dobra e acrescenta atributos para realçar uma imagem divina.

Como tal, o realizador francês Frederic Doazan explorou, numa curta-metragem de género animado, todos os sacrifícios que as mulheres fazem para tentarem adaptar-se àquela imagem de capa de revista.

Intitulado como Supervenus, o vídeo mostra um corpo dissonante a ser perturbantemente manipulado com alterações anti-naturais de feminilidade.

Talvez também queira ler...

Desastre na cozinha

Considera-se um mau cozinheiro? Não faça isso. Tem